22 objetos que todo fã de futebol torcia para ter na infância

1.
Adultos e crianças dos anos 1990 se acotovelavam para ver quem conseguia um minicraque da Coca-Cola.

Era uma extensa coleção de craques da seleção brasileira (e alguns outros que ninguém entendiam o que faziam lá) da época da Copa da França, em 1998. Era bem simples conseguir um deles: bastava juntar tampinhas e completar com dinheiro.

2.
Quase a mesma coisa aconteceu com as bolas da Olimpíada de 1996.

Mesmo que apenas uma das bolas fosse de futebol, o pessoal não ligava muito pra isso.

3.
Eventualmente surgiram bonequinhos para imitar os personagens da seleção, como o Ronaldo ou o Taffarel.

E se você olhar bem até que parecem um pouquinho sim.

4.
Quase toda criança já quis ter um mascote que cantava o hino do seu clube.

Apesar de que esse do Santos parece mais uma versão futebolística do Chucky.

5.
E não é de hoje que a febre de colecionar e trocar figurinhas da Copa do Mundo existe.

Quem colecionou os antigos é que mantém essa tradição até hoje.

6.
Todo fã de futebol já soube como é a emoção de disputar uma partida de futebol de botão.

Lembre-se de gritar “pra gol” antes de chutar direto para que seu amigo posicione o goleiro.

7.
E a partida tinha que necessariamente ser disputada num campo muito complexo como este.

8.
Que com o tempo ganhou formatos altamente profissionais.

9.
Até que surgiram os jogos no estilo Futebol Guliver.

Cujos personagens eram “3D” em vez de botões e você tinha que dar petelecos nas bundas deles para chutar.

10.
Mas há quem preferisse o tradicional futebol de preguinhos, onde a bola nada mais era do que uma moeda.

O peteleco tava lá também.

11.
E em quantos aniversários infantis você foi e ganhou uma lembrancinha como esta?

Por mais simples que parecesse, ela te mantinha por horas tentando encaixar a bolinha de chumbinho nos buraquinhos certos e em direção ao golzinho.

12.
E entre nós, era bastante emocionante disputar um jogo contra seus amigos no aquaplay.

Era de sair com o dedão doendo de tanta força que tinha de fazer para ganhar.

13.
Até que começaram a surgir os jogos em videogame e viraram a preferência de todo fã do esporte sem precisa suar muito.

Mas lembre-se, existem regras bem rígidas para disputar um futebol virtual.

14.
Embora existisse quem se contentasse em jogar em minigames mesmo.

15.
E num passado ainda mais longíquo, houve quem tivesse curtido o futebol usando personagens de açúcar.

16.
10 entre 10 fãs de futebol não resistem à uma mesa de pebolim.

Também conhecida como totó ou fla-flu, dependendo de onde você está no Brasil.

17.
Para quem jogava futebol mesmo, o sonho durante muito tempo era ter a chuteira do Ronaldinho.

Em uma época que chuteira não tinha outra cor senão preta.

18.
Mas o que você conseguia no máximo era esse tênis de futebol de salão.

19.
E se contentava mesmo com o kichute.

Que quase obrigatoriamente deveria ser amarrado na canela.

20.
Assim como a bola favorita entre todo mundo, que era aquela oficial dos jogos.

21.
Mas fatalmente você acabava jogando com uma dessas.

Que tinha vida própria.

22.
E sempre havia na sua vizinhança aquela pessoa que tinha uma bola de capotão, que fazia a alegria de todo mundo.

Veja também:
16 regras informais dos jogos de futebol no videogame

https://www.buzzfeed.com/raphaelevangelista/regras-informais-dos-jogos-de-futebol-no-video-game?utm_term=.twYZ0Vqbe#.csj9KX2J0

13 coisas que amantes de futebol não aguentam mais ouvir

https://www.buzzfeed.com/raphaelevangelista/coisas-que-amantes-de-futebol-nao-aguentam-mais-ouvir#.fwGrNaYLZ

You may also like...